Altas habilidades/ superdotação: temas para pesquisa e discussão

A obra surgiu a partir dos temas abordados durante o "1º Seminário de Altas Habilidades: disseminando conhecimentos e práticas".

Cadastrado em 10/07/2017 10:03
Atualizado em 10/07/2017 10:05

Entrevista por CCS UFSCar

Altas habilidades/ superdotação: temas para pesquisa e discussão

A Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva, de 2008, orienta que alunos com altas habilidades/superdotação demonstram potencial elevado em qualquer uma das seguintes áreas, isoladas ou combinadas: intelectual, acadêmica, liderança, psicomotricidade e artes. Também apresentam elevada criatividade, grande envolvimento na aprendizagem e na realização de tarefas em áreas de seu interesse.

O que se pesquisa nesta grande área? Quais os avanços que a ciência tem alcançado? Qual é o papel da família e da escola diante de um aluno com altas habilidades? Essas são algumas das questões que norteiam o livro "Altas habilidades/superdotação: temas para pesquisa e discussão", organizado pelas pesquisadoras Rosemeire de Araújo Rangni, Mayra Berto Massuda e Maria da Piedade Resende da Costa e publicado pela Editora da UFSCar (EdUFSCar).

A obra surgiu a partir dos temas abordados durante o "1º Seminário de Altas Habilidades: disseminando conhecimentos e práticas", realizado na UFSCar em 2015, quando constatou-se que "as temáticas debatidas e o conhecimento compartilhado na ocasião poderiam ser divulgados para um maior número de pessoas", lembra Rangni.

O livro está dividido em quatro partes: Família, que apresenta o artigo "Família e filhos superdotados: um relato de experiência"; Atendimento e direitos, com três textos - "Contextualizando o atendimento para pessoas com altas habilidades em São Paulo (Brasil) e Chile", "Núcleo de atividades de altas habilidades/superdotação de Londrina-PR: caminhos de um serviço em expansão" e "O atendimento aos alunos com altas habilidades à luz da legislação brasileira"; a seção Dupla excepcionalidade aborda "Altas habilidades ou superdotação e dupla excepcionalidade: definições e reflexões"; e, por fim, Identificação e pesquisa, contempla dois artigos - "Identificação do aluno com precocidade da teoria das inteligências múltiplas: um estudo de caso" e "Síntese dos trabalhos apresentados no 1º Seminário de Altas Habilidades: disseminando conhecimentos e práticas".

"A área de altas habilidades merece atenção e disseminação devido à escassez em pesquisas na área no Brasil", defende Rangni. O livro, portanto, pretende colaborar com o empoderamento das famílias de pessoas com altas habilidades e com a capacitação dos profissionais envolvidos na atenção aos superdotados.

Mais informações, clique aqui.


Tags da postagem

Altas habilidades/superdotação Conhecimento da Humanidade Comportamento Social Nível de Informação

Comentários

Para comentar, acesse com seu Passaporte Archipèlagus validado.

Acessar